sábado, 19 de fevereiro de 2011

Reinos de Ferro

Imagine um mundo "normal" de fantasia, onde dragões voam pelos céus, elfos vivem nas florestas, magos conjuram poderosos feitiços e aventureiros se reúnem em tavernas em busca de aventuras. Agora imagine que esse padrão quase medieval avance tecnologicamente até o período da revolução industrial do nosso mundo, como ficaria?

Bem Reinos de Ferro é a resposta. Esse cenário para d&d, que foi publicado pelo Jambo, mostra um mundo onde Dragões são possivelmente uma das criaturas mais cruéis, poderosas e antigas que já andaram pelo mundo, onde elfos se isolam em suas florestas e são extremamente xenófobos e nutrem um ódio em particular contra os magos humanos pois acreditam que são os culpados pelas desgraças que os afligem, onde magos vestem grandes armaduras com turbinas a vapor, empunhas armas e partem para o fronte de guerra controlando poderosos gigantes movidos a vapor e aventureiros se equipam com armaduras, espadas e um bom rifle militar e saem para aventura.



Não acredito que seja possível falar de tudo que o cenário tem a oferecer neste post, mas vou tentar falar de alguns que mais me chamam a atenção, como a mekânica, que é uma mistura de tecnologia e mágica, já que criar itens mágicos é perigosos nos reinos de ferro pelo risco de absorver a alma do criador, além de ser mais caro o custo para criar, a mekânica permite fazer itens baratos, e quando digo barato é barato mesmo, e sem risco algum alem de permitir algumas invenções criativas, com um porém, elas precisam de uma "bateria mágica" para funcionar. As armas de fogo apesar de numerosas não extinguiram o uso do arco nem das armaduras ou espadas, mas são objetos poderosos e muito usados, e apesar da maioria funcionar como um garrucha, há armas mais sofisticadas, como rifles, "revolver" e pasmem, até uma metralhadora gatling. O jogo parece oferecer um incentivo para jogar com seres humanos, são diversas etnias humanas, com ajustes cada uma delas e algumas habilidades exclusivas e cultura própria.

Como disse, esse post não é o suficiente para tratar deste cenário, mas aconselho a qualquer um que teve interesse que procure os livros, esse cenário com toda certeza é o meu favorito em D&D.

Um comentário: